Entenda mais sobre o Jato de Plasma

Muito tem se falado sobre a técnica de Jato de Plasma. Vamos entender o que é?

Plasma é o quarto estado da matéria, na qual os elétrons são separados dos átomos formando uma gás ionizado altamente energético; para que o plasma seja gerado é necessário o fornecimento de energia quando uma corrente elétrica é aplicada. Essa corrente criada pelos equipamentos pode ser alternada ou contínua, sendo os de corrente contínua mais comuns e seguros para os tecidos tratados com o jato de plasma. O jato pode ainda ser entregue diretamente no tecido, com ou sem geração de faísca; o que define a forma de aplicação é a finalidade do procedimento.

Ok, mas qual é objetivo dessa descarga de plasma sobre a pele?

Dependendo da intensidade de energia depositada podem ser alcançados diferentes efeitos sobre os tecidos. Quando ela é baixa, como em aplicações de varredura apresenta atividade séptica interessante podendo ser indicada para tratamentos de acne.

Com o aumento do depósito de energia há resposta inflamatória que ativa neocolagênese, sendo indicado para tratamentos de flacidez e rugas, bom para rejuvenescimento; as membranas celulares presentes na nossa pele possuem canais que permitem a passagem de água e nutrientes. Com o processo natural de envelhecimento ocorre um fechamento destes canais e consequentemente a falta de troca de íons sódio e potássio e diminuição da passagem dos nutrientes e da água. Ao se realizar a descarga de plasma sobre a região fazemos uma abertura desses canais através da despolarização das membranas. Assim a água, nutrientes e íons podem passar novamente através da membrana celular, aumentando a hidratação, deixando a pele mais firme e atenuando rugas e linhas de expressão.

Já em altas cargas de depósitos pontuais da energia, o procedimento se torna ablativo e pode ser utilizado para tratamentos de manchas, despigmentação (no caso de micropigmentações como a de sobrancelhas, por exemplo), até o nível de carbonização de algumas formações cutâneas como nevos, xantelasmas e até mesmo a chamada blefaropastia não cirúrgica.

Embora mais recente no Brasil, a técnica já tem sido utilizada com sucesso no mundo todo.

E você, já teve alguma experiência com o jato de plasma (como profissional ou cliente?), compartilhe com a gente sua percepção do procedimento e resultados.

Bjossss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *