Arquivo da tag: criolipólise

Por que não consigo reduzir medidas no abdômen?

 

Como perder as gordurinhas do abdômen? Este é com certeza um dos maiores desafios quando se trata de redução de medidas… Há vários pontos a se considerar, vamos em um primeiro momento entender porque a gordura tem “predileção” ao acúmulo nessa região.

Já ouviram falar de um hormônio chamado cortisol? Então, também é conhecido como o “hormônio do estresse” ele é um dos culpados pelo fato de que a gordura se acumule no abdômen, tanto na mulher quanto no homem. É preciso manter uma vida mais relaxada, dormir bem e tentar manter um estado mental e corporal mais equilibrado, o que já é um desafio nos dias de hoje. Uma boa alternativa é encontrar atividades que possam fazer bem para alma rsrsrs… Algumas pessoas gostam de ler, outras de assistir um filme, outras de cozinhar, etc…  E fazer o esforço de dormir bem e o suficiente. Cada organismo é um, mas sabemos que em geral são necessárias de 6 a 8 horas de sono por noite em um ambiente livre de sons e luzes, ou seja, aquele quarto escuro sem nenhum barulhinho é o melhor lugar para se dormir e desestressar o máximo possível.

Mas não dá para culpar o estresse e o cortisol por tudo! Atualmente, boa parte dos especialistas apontam a alimentação desregrada como o primeiro fator de acúmulo de gordura abdominal. Culpa da vida agitada também que oferece alimentos pouco saudáveis ao nosso dia-a-dia, com uma promessa falsa de “facilidade”, que pode custar caro no final.
Procurar se alimentar de forma mais balanceada faz toda a diferença. Pequenas mudanças já podem auxiliar bastante, como fracionar as refeições, deixando de comer em grandes quantidades e acelerando o metabolismo, o que auxilia também na queima de gordura abdominal. A ingestão de água também é essencial para o funcionamento diário do intestino, eliminando toxinas que ajudam a inchar.
A alimentação pode ser uma grande aliada ou vilã, então vale conhecer alimentos que possam nos auxiliar ou atrapalhar o processo de perda de medidas:
Alimentos ricos em ômega 3 (sardinha, salmão, atum), chá verde, chá de hibisco, pimentas, gengibre, canela… Estes são ótimos alimentos que possuem ação anti-inflamatória e termogênica, podendo ser aliados na perda de medidas da região abdominal.
Já alimentos com as chamadas gorduras trans (encontrada em biscoitos, sorvetes, bolos industrializados) aumentam o LDL (colesterol ruim) e diminuem o HDL (colesterol bom) além de elevar o nível de triglicerídeos que se acumulam no tecido adiposo. Também são vilões os carboidratos simples que possuem alto índice glicêmico como os alimentos ricos em açúcar, refrigerantes, doces e os que contem muita farinha branca, pão francês, massas. Sua digestão é rápida e eleva os níveis do hormônio anabólico insulina, que por consequência transforma o excesso de glicose sanguínea em triacilglicerol e armazena no tecido adiposo. Entram nesta lista ainda, os alimentos que possuem gorduras saturadas (excesso de carne vermelha, leite integral, manteigas e queijos) e as bebidas alcoolicas que, por serem substâncias tóxicas para o organismo, são metabolizadas primeiro pelo fígado o que também favorece o acúmulo de gorduras.

Outros pontos ainda devem ser considerados por quem está lutando contra as gordurinhas da região abdominal:
PRATICAR EXERCÍCIOS FÍSICOS: Trabalhar as atividades aeróbicas que promovam maior gasto calórico. Vale investir em caminhadas, corridas, pedalar, treinos funcionais, jump, dança, body combat, etc…
TRATAMENTOS ESTÉTICOS: Criolipólise, ultra e lipocavitação, carboxiterapia, ultra som de alta potência são algumas das sugestões de técnicas disponíveis para auxiliar na perda das medidas abdominais.

Criolipólise de contraste: quente e frio juntos para destruir a gordura

 

 

crio de contraste

A criolipólise transformou-se na técnica mais buscada para redução de medidas de forma mais rápida.

Ainda há muita polêmica sobre o procedimento, sua real eficácia, riscos e tudo o mais, mas nada impediu que a crio se transformasse em febre e fosse facilmente difundida pelo país em clínicas e centros estéticos.

E logo teremos mais novidades por aí! Se a técnica tradicional de criolipólise reduz de 20% a 25% da gordura localizada, a criolipólise de contraste promete eliminar até 42% da gordura da área em uma única sessão. Uauuu! A responsável por trazer a inovação ao mercado é a empresa brasileira Ibramed que pretende inserir o equipamento Polarys no mercado de estética ainda no 1° semestre de 2016.

Recentemente o fisioterapeuta Lucas Peres de Sousa, explicou no programa Estética na TV, um pouquinho sobre o protocolo de aplicação do Polarys que consiste em dois períodos de aquecimento, um no começo da sessão e outro logo após o congelamento.

O pré aquecimento do tecido prepara a região para uma paniculite e posterior apoptose mais eficiente,  e o pós aquecimento normaliza a circulação sanguínea da área, o que minimiza a possibilidade de complicações dando mais segurança ao procedimento.

O aparelho permitirá ainda o tratamento de 2 regiões de forma simultânea. Ainda é cedo para afirmar sobre os resultados finais da crio de contraste. Mas Lucas já avisa: “Após os estudos realizados em nosso centro de pesquisa conseguimos comparar os procedimentos e o Polarys apresenta quase o dobro da efetividade dos resultados.

Estamos curiosos aqui também, só esperando o lançamento deste que promete ser o equipamento do ano.

Criolipólise – Tchau Gordurinha!!

criolipose-fernandes-estetica

Criada na Universidade de Harvard essa é uma das técnicas mais tops do momento. Vemos nas revistas, na TV, as famosas fazem e muitaaaa gente recomenda, então vamos lá!! O que é a tal criolipólise no final das contas??

A técnica tem sido muito utilizada e hoje é uma das mais eficazes para combater a gordura localizada, com a vantagem de não ser invasiva (sem agulhas e cirurgias), o que já poupa muita gente que tem medo das cirurgias plásticas e sua recuperação.

A técnica promove uma destruição dos adipócitos por meio de um resfriamento controlado. O profissional posiciona o bocal do aparelho sobre a parte a ser tratada. Entre a pele do paciente e o equipamento é colocada uma manta umidecida que servirá como proteção para a pele. A máquina ao ser ligada promoverá então uma sucção a vácuo da área que será tracionada e congelada durante uma hora aproximadamente, em uma temperatura média de  – 5° a -10°. Por ser mais sensível ao frio do que os outros tecidos as células adiposas serão lesionadas, mas as outras estruturas (músculos, pele e nervos) serão preservadas. Dizemos na prática que houve a morte da célula de gordura.

Uma vez destruídas essas células não são mais consideradas como sendo “normais” pelo nosso organismo e serão eliminadas pelo sistema imune e conduzidas ao fígado pelo sistema linfático para serem metabolizadas.

Os resultados tem se mostrado bastante surpreendentes. Com apenas uma sessão, em alguns estudos científicos de Harvard, foram apontadas reduções de 20% a 25% da gordura localizada da região tratada. Em alguns casos pode até ser feita uma segunda aplicação na mesma região, mas isso só deverá ser feito 2 meses após a 1ª sessão pois a eliminação da gordura atingida é gradual e lenta e o resultado final aparece geralmente após esse período.

Legal né? Opa, com certeza, mas ainda assim não é milagroso!

Como todo tratamento estético para manter os resultados obtidos sempre vale a pena lembrar: evitar ganhar peso, dieta controlada e atividade física ainda fazem muita diferença no resultado final.

E lembre-se : se está a fim de investir na técnica busque clínicas especializadas e principalmente máquinas confiáveis que apliquem o procedimento como ele deve ser feito.

Se realizado corretamente a probabilidade de sair satisfeita e com menos medidas é grande rsrsrsrs….