8 fatores que geram o envelhecimento precoce e como minimizar esse problema

Publicado por Priscila Moro em 02/07/2019 - 2 Comentários


8 fatores que geram o envelhecimento precoce e como minimizar esse problema

Não dá para negar que o tempo passa para todos. No entanto, para algumas pessoas, ele parece ser mais severo, acentuando problemas que normalmente, depois de adquiridos, podem até ser minimizados, mas dependendo do grau, são irreversíveis.

O envelhecimento precoce está relacionado a fatores intrínsecos e extrínsecos. Os fatores intrínsecos têm a ver com o processo fisiológico e natural do envelhecimento,  em decorrência da passagem do tempo. A partir dos 25 anos, inicia-se a queda de colágeno e elastina (Fibroblastos – células responsáveis pela firmeza e elasticidade do tecido)  por consequência, aparecem as linhas de expressão e as rugas.

Já os extrínsecos são os que vêm a longo prazo, provocados por condições ambientais e pelo estilo de vida que levamos. São diversos os fatores que geram o envelhecimento precoce, no entanto listamos aqui os mais comuns e que podem ser evitados para minimizar o problema.

1- Sol

Este é um dos principais causadores do envelhecimento precoce. A atuação do sol na pele causa desde queimaduras até o fotoenvelhecimento e pode evoluir para um câncer de pele. Ele altera a pigmentação, provocando manchas, pintas e sardas, além de tornar a pele mais espessa e áspera, aumentando as rugas. O mesmo vale para o bronzeamento artificial.

 

2- Tabaco

Um dos efeitos mais incômodos do cigarro para a pele são as rugas no rosto e ao redor dos olhos. A nicotina destrói e atrapalha a produção natural de colágeno e elastina, e assim surgem os sinais de flacidez e as rugas mais profundas, que dão ao rosto uma aparência envelhecida mais rapidamente. Os poros também se tornam mais dilatados e com cravos mais visíveis devido ao alcatrão e à resina, presentes no cigarro.

Outro efeito que a nicotina tem na pele é semelhante à exposição solar sem proteção: manchas. O cigarro priva a pele de oxigênio e de vários nutrientes, por isso existem algumas partes do corpo que apresentam coloração irregular. E, ainda, os fumantes têm quase cinco vezes mais o risco de apresentarem rugas em comparação a quem não fuma.

 

3- Álcool

Com exceção do vinho tinto que, se consumido com moderação tem ação antirradicais livres por ser rico em flavonoides e em resveratrol, o álcool altera a produção de enzimas e estimula a formação dos radicais livres, que causam o envelhecimento.

 

4- Poluição

O ar poluído possui menos oxigênio e, consequentemente, reduz a oxigenação dos tecidos. Além disso, os gases nocivos presentes na poluição criam uma película de toxinas que é absorvida pela pele, estimulando a oxidação e a formação de radicais livres.

 

Artigos Relacionados

-Por que, no inverno, devo dar mais atenção aos tratamentos faciais do que aos corporais?

-8 procedimentos para serem oferecidos por sua clínica no inverno para não diminuir o faturamento

 

5- Estresse

O estresse prolongado também aumenta a produção de radicais livres e intensifica a oxidação das células, alterando o ciclo de renovação celular. Conhecido como estresse oxidativo, o processo gera a degradação do colágeno e do acúmulo de elastina, causando o envelhecimento. Além disso, essa oxidação leva à produção de substâncias inflamatórias que geram uma cadeia de desequilíbrio no nosso corpo, resultando em outros problemas, como colesterol, diabetes, aumento da pressão arterial, entre outros.

 

6- Alimentação

Quando a dieta não é balanceada, e principalmente com excesso de açúcar,  ela acaba por contribuir para o envelhecimento da pele. Isso acontece porque alguns alimentos são necessários para repor perdas ou suprir quantias diárias que nosso organismo não é capaz de produzir suficientemente.

 

7- Hidratação

A água é essencial para o funcionamento de nosso corpo, por isso ele deve estar hidratado por dentro e por fora, já que é a água que elimina as toxinas acumuladas nas camadas internas. Os resultados são ainda melhores quando o consumo de água é associado ao uso de um bom hidratante.

 

8 – Qualidade do sono

Durante o sono, o organismo produz hormônios rejuvenescedores, que trabalham como reparadores e calmantes para a pele. Desta forma, a falta de um sono de qualidade acaba por provocar estresse e este, como já citado, favorece o envelhecimento.

 

Como prevenir 

É possível prevenir o envelhecimento precoce dando atenção aos nossos hábitos, ou seja, evitando o tabaco, consumindo álcool com moderação, dormindo adequadamente, ingerindo bastante água e nos protegendo do sol. Pensando de uma maneira global, é o nosso estilo de vida e os cuidados que temos diariamente que nos ajudam a combater o envelhecimento. E quanto antes tivermos consciência disso, melhor.

 

Procedimentos para retardar e reverter 

É possível oferecer tratamentos que trabalhem a estimulação de colágeno, a regeneração do tecido, proporcionando a oxigenação e nutrição e trabalhando o efeito lifting. Alguns procedimentos como radiofrequência, microcorrentes, microagulhamento, peelings e hidratações são os mais indicados.

No entanto, seja para prevenir como para retardar o envelhecimento, é preciso que o profissional deixe a cliente ciente de que dependendo de como se encontra sua pele, o procedimento estético pode não resolver com tanta eficiência o problema em questão. Peles mais maduras, por exemplo, já com alguns sinais de envelhecimento, vão ter respostas um pouco mais lentas.

 

Hidratação é fundamental 

A hidratação diária é fundamental para essa reposição ser bem-sucedida, tanto pela ingestão de líquidos quanto pelo uso de hidratantes, lembrando sempre de utilizar produtos específicos para cada tipo de pele.

Quando a pele está hidratada, possui aspecto saudável, jovial e firme. Em casos de desidratação, a cútis fica áspera, opaca e sem vida, com contornos rugosos que ressaltam rugas e linhas de expressão. 

É importante utilizar produtos hidratantes que retenham a água necessária para prevenir o aparecimento desses sinais da idade. A hidratação apropriada impede descamação, coceira, aspereza e sensibilidade, características de uma pele ressecada. Por isso, é essencial ingerir água regularmente, para ajudar na manutenção, bom funcionamento do organismo e evitar que esse ressecamento apareça. São indicados cerca de dois a três litros ao longo do dia.

 

Cosmético curinga = filtro solar  

Também é essencial a recomendação do filtro solar. Ele é um cosmético curinga, um produto que protege contra a radiação solar, contra o câncer de pele e também age contra os efeitos do envelhecimento. Por isso, é imprescindível que esteja nas orientações para que as clientes sigam como cuidados no home care.

 

Você conhece algum outro fator que gera o envelhecimento precoce ou alguma dica de como minimizar o problema? Compartilhe conosco sua experiência!

 


2
Deixe um comentário

avatar
2 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Mais votados
Mais populares
0 Autores
Autores recentes
  Inscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificar de
trackback

[…] – 8 fatores que geram o envelhecimento precoce e como minimizar esse problema […]

trackback

[…] – 8 fatores que geram o envelhecimento precoce e como minimizar esse problema […]