Diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas em procedimentos estéticos

Publicado por FisioFernandes em 30/09/2021 - Nenhum comentário


Diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas em procedimentos estéticos

Você sabia que existe diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas?

A criolipólise é um procedimento estético utilizado para reduzir gordura localizada. Seus bons resultados a tornaram bastante conhecida. 

A técnica consiste em usar um dispositivo para realizar uma extração térmica controlada, por contato com o elemento frio.

Desse modo, os triglicerídeos presentes nos adipócitos são cristalizados, por serem mais sensíveis ao frio, submetendo apenas a gordura subcutânea e preservando tecidos adjacentes e a pele.

Ao entrar em apoptose, os adipócitos cristalizados geram a redução gradual do volume do tecido adiposo.

A criolipólise também oferece melhora da qualidade e da firmeza da pele na região tratada.

Após o procedimento, podem ocorrer eventos adversos leves, como: edema, eritema, dor, parestesia e hematomas. Porém, estes,  além de toleráveis, são breves.

 

Estudos sobre criolipólise

A técnica é segura e devidamente atestada por estudos prévios. Vale ressaltar que a apoptose dos adipócitos não atinge a função hepática nem mesmo os lipídios circulantes.

Ao pesquisar no Pubmed (motor de busca com acesso à base de dados MEDLINE), pode-se perceber que os artigos sobre aplicadores de criolipólise ultrapassam uma centena de publicações, fato que valida a técnica, aponta riscos e ainda direciona novas pesquisas. Contudo, ainda existem pontos a serem esclarecidos, como por exemplo a criolipólise de placas.

 

Qual a diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas?

Basicamente, a diferença entre os dois tipos de criolipólise está na configuração do aplicador para a realização do procedimento.

No primeiro artigo sobre a técnica, publicado em 2008 com base na aplicação em porcos, já se buscava qual seria a melhor configuração do aplicador: em placa ou com pregas.

A diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas é que na segunda, o aplicador é plano, fazendo com que haja apenas um elemento de resfriamento. Já na criolipólise de sucção, com o aplicador com pregas, são dois elementos de resfriamento trabalhando simultaneamente no tecido adiposo e comprimindo-o entre as duas placas cooling, além da indução ao vácuo, o que diminui o fluxo sanguíneo para o local de tratamento.

Desta forma, essa última configuração favorece a extração de temperatura e também reduz o tempo da sessão, ou seja, aumenta sua eficácia.

É importante ressaltar que a sucção apenas mantém o tecido acoplado às paredes internas do aparelho, e não influencia no resultado, pois a pressão negativa é mínima para não provocar equimoses e a formação de petéquias.

 

Assine nossa newsletter

 

Aplicador em prega

Provavelmente os desenvolvedores da técnica observaram essa questão já nos primeiros protótipos, partindo para a fabricação utilizando o aplicador em prega. E este é usado até hoje, com algumas variações de tamanho e formato para se adequarem a várias áreas corporais. Atualmente usa-se configuração de fundo curvo com maior número de elementos de resfriamento.

 

Artigos Relacionados

 

Aplicador plano

Em 2015, foi desenvolvido um aplicador plano pelo fabricante do CoolSculpting. O modelo atende áreas onde o aplicador de sucção não acopla, como os culotes. Para compensar a falta de compressão do aplicador, o tempo de tratamento foi duplicado (o tratamento convencional possui duração de 60 minutos).

Confira o histórico do desenvolvimento da tecnologia:

Histórico da criolipólise - Diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas em procedimentos estéticos

Fonte: ibramed.com.br

 

Essas placas planas são indicadas para tratamento de áreas onde o aplicador de sucção não acopla, como áreas mais aderidas com dificuldade de fazer dobras.

Para outras regiões, o aplicador em prega favorece a extração de temperatura e potencializa o procedimento, obtendo melhores resultados quando comparado ao aplicador plano. 

Como pode ser observado na figura a seguir:

Aplicadores criolipólise - Diferença entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas em procedimentos estéticos

Fonte: ibramed.com.br

 

Conclusão

A criolipólise de sucção oferece muitas evidências científicas acerca de sua segurança e eficácia em regiões corporais como abdômen, costas, flanco, coxas e braços internos.

Já o aplicador de placas não possui evidências científicas suficientes, sobretudo, em relação à segurança, por isso deve ser usada com precaução em áreas que têm órgãos vitais e em indivíduos com baixo índice de massa corpórea.

Quer saber mais sobre a entre criolipólise de sucção e criolipólise de placas em procedimentos estéticos? Nossa equipe de consultores é capacitada para dar todas as instruções e o suporte necessário. Deixe seu comentário. Será um prazer poder ajudar!

E-book Tratamentos para gordura localizada


Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificar de