Tecarterapia: o que é e para que é indicada?

Publicado por FisioFernandes em 08/10/2020 - 2 Comentários


Tecarterapia: o que é e para que é indicada?

A Tecarterapia é uma nova tecnologia disponível no Brasil, pois até então, não havia equipamentos produzidos por aqui. Embora seja desconhecida por grande parte dos profissionais, a tecarterapia oferece muitos resultados positivos.

Para conhecer e entender mais sobre o assunto, confira o que é Tecarterapia, como funciona, as possibilidades de tratamento e até mesmo os efeitos fisiológicos que esse tipo de tecnologia gera.

 

O que é tecarterapia

O tipo de tecnologia empregado na Tecar é a Transferência Elétrica Capacitiva e Resistiva, que tem como objetivo promover o aquecimento nos tecidos.

Esse aquecimento ocorre de duas formas distintas: por meio do sistema capacitivo e a outra pelo sistema resistivo e, para isso, conta com dois aplicadores de materiais diferentes.

Assine nossa newsletter

 

Tipo de onda e frequência da tecarterapia

A Tecarterapia é uma modalidade que utiliza ondas eletrotérmicas, mais precisamente ondas diatérmicas que provocam um efeito endotérmico aumentando a temperatura dos tecidos de forma não invasiva em locais onde é aplicada.

O diferencial frente ao ultrassom, onda curta e micro-onda, que também utilizam ondas diatérmicas é a frequência que a tecarterapia consegue atingir. Atua entre 300KHz e 1.2MHZ potencializando os resultados.

Essa frequência coincide com de ressonância dos tecidos corporais onde a membrana plasmática é permeável, desta forma permite a absorção da energia e, como resultado, o aumento de temperatura das estruturas envolvidas.

 

Como funciona

A tecarterapia funciona por meio da bioestimulação, realizada através dos efeitos de indução térmica que são estimulados por cargas iônicas presentes naturalmente em tecidos moles do corpo humano. Para essa estimulação são usados eletrodos do tipo CAP e RES conforme o objetivo e necessidade.

No sistema capacitivo (CAP), existem aplicadores de alumínio anodizado, que oferecem aquecimento superficial, pois além de utilizarem um eletrodo isolado, possuem baixa capacidade de condução e ficam próximos ao aplicador.

Este método é principalmente utilizado em tecidos que possuem baixa resistência à corrente, tais como: sistema linfático e circulatório, músculos, tecido conjuntivo e pele.

Já no sistema resistivo (RES), os aplicadores são de aço inoxidável e apresentam boa condução de cargas elétricas, oferecendo um aquecimento ainda mais profundo.

Esse método é utilizado em tecidos que apresentam maior resistência à corrente, como por exemplo: cartilagens, ligamentos, articulações, tecidos musculares profundos e tendões.

Desse modo, a Tecarterapia provoca a estimulação dos tecidos em níveis celulares, trocando os eletrólitos presentes no próprio organismo, desencadeando efeitos fisiológicos que promovem melhorias.

 

Possibilidades de tratamento

A tecarterapia pode ser utilizada em três diferentes áreas, oferecendo as seguintes possibilidades de tratamento:

Área de Estética

Em tratamentos para celulite, gordura localizada, flacidez da pele, rejuvenescimento facial e melhora do contorno corporal e drenagem linfática.

 

Estética Íntima

Em casos de rejuvenescimento vulvovaginal, gordura localizada e flacidez pubiana.

 

Área de Reabilitação

Relaxamento muscular, alívio de dores, edema, redução de espasmos musculares, redução de edema,diminuição da rigidez articular, contraturas musculares e aumento do fluxo sanguíneo local.

 

Artigos Relacionados

 

Efeitos fisiológicos da tecarterapia

A Tecarterapia em níveis de energia baixos, promove efeitos fisiológicos, tais como:

  • Aceleração do processo de regeneração natural;
  • Contribui para restaurar o equilíbrio metabólico, causado pelas oscilações no ambiente celular que provocam a permeabilização na membrana celular;
  • Aumento do consumo de oxigênio;
  • Ação atérmica.

Quando se encontra em níveis de energia médios, além dos efeitos já mencionados, também apresenta:

  • Ação térmica em níveis de tecidos mais profundos;
  • Vasodilatação;
  • Hiperemia capilar.

Já em níveis de energia elevados, conta também com:

  • Estímulo do sistema de drenagem linfático e retorno venoso;
  • Aumento da temperatura dos tecidos profundos e vasodilatação, que acarretam na aceleração do processo de recuperação.

 

Tratamentos

Vale ressaltar que a Tecarterapia pode ser usada de maneira segura não apenas em tratamentos de casos agudos, como também no tratamento de casos crônicos.

Além disso, devido à possibilidade de alternância entre os sistemas RES e CAP, o profissional pode utilizá-la como tratamento em patologias articulares, tendinosas e musculares, assim como no sistema linfático, sistema venoso e na pele.

É indicada para:

  • Reumatologia, em tratamento de doenças das articulações;
  • Traumatologia, para lesões músculo-esqueléticas;
  • Flebologia, em casos de problemas circulatórios e drenagem linfática;
  • Desporto, em situações de preparação e recuperação após desgaste físico.

Em outras palavras a Tecarterapia apresenta inúmeros benefícios para o paciente e também para o profissional, que pode desenvolver diferentes tratamentos com a mesma tecnologia.

Quer saber mais sobre a tecarterapia ou ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário. Será um prazer poder ajudar!

 


2
Deixe um comentário

avatar
2 Comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Mais votados
Mais populares
0 Autores
Autores recentes
  Inscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificar de
trackback

[…] das modalidades mais modernas da atualidade, a tecarterapia nada mais é do que uma terapia eletrotérmica. O significado do nome é praticamente […]

trackback

[…] Tecarterapia: o que é e para que é indicada? […]